Terapia da Fala

Terapeuta da Fala Marta Oliveira Silva

Em que tipo de alterações neurológicas pode o terapeuta da fala intervir?

O terapeuta da fala apresenta um papel importante na reabilitação de utentes com alterações neurológicas, a par de médicos fisiatras, neurologistas, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, fisioterapeutas e outras valências relacionadas.

O que é uma alteração neurológica?

Uma doença neurológica é uma alteração que pode ocorrer no cérebro, medula espinal e nervos. Esta lesão impede a comunicação entre os neurónios e a funcionalidade do individuo nas suas atividades do dia-a-dia.
Exemplos de doenças neurológicas poderão ser atrofia muscular espinhal, AVC, Disfagia pós-AVC, esclerose lateral amiotrófica, paraparésia espástica familiar, poliomielite aguda, síndrome pós-pólio, traumatismo crânio-encefálico, parkinson, demências, epilepsia entre outras.

O utente com alterações neurológicas pode apresentar:

ALTERAÇÕES DE FALA OU DISARTRIAS
A habilidade de Fala depende da harmoniosa mobilidade de todas estas estruturas da boca e face, por isso, é uma função bastante complexa. Importa que haja uma coordenação precisa de movimentos, que são programados e planeados neurologicamente, bem como a correta discriminação de todos os sons que deverão ser produzidos. Uma pessoa com disartria poderá apresentar as seguintes áreas alteradas:

  • Ressonância: Falar com a voz muito nasal;
  • Articulação imprecisa: incoordenação, dificuldade em colocar a língua e os lábios nas posições corretas para produzir os sons de forma rápida;
  • Fonação: Voz muito baixa ou “áspera”, ou seja, muito tensa quase como se estivesse estrangulada;
  • Suporte respiratório: Dificuldade em coordenar a respiração com a fala ou voz e na utilização da respiração para falar alto ou baixo;
  • Prosódia: Dificuldade em controlar ou executar entoações melódicas;

As disartrias podem ocorrer por paralisia facial periférica ou central, e os utentes podem apresentar flacidez, movimentos inadequados e não controláveis, tensão exagerada e falta de força muscular.

O terapeuta da fala intervém para melhorar a capacidade de fala dos utentes com exercícios específicos para cada caso.

PERTURBAÇÕES DE LINGUAGEM OU AFASIA
Imagine que não consegue compreender os conceitos das palavras que lhe são ditas, ou até mesmo os pedidos que lhe são feitos. Pense como seria se sempre que quisesse falar, as palavras ficassem presas, ou as frases não fossem produzidas de forma adequada. Pense como seria se não conseguisse ler as legendas do rodapé do telejornal ou não conseguisse escrever uma mensagem para o seu marido ou filho, porque tinha perdido a habilidade de o fazer? A afasia é a dificuldade em compreender ou expressar linguagem oral ou escrita após lesão neurológica, na área cerebral responsável pelo processamento da linguagem.
Os utentes com afasia podem não conseguir comunicar de forma adequada e funcional, esquecem-se momentaneamente de palavras, têm dificuldade em desenvolver frases, não compreendem conversas simples ou complexas e não conseguem ler ou escrever. Importa referir que a afasia não é um defeito na inteligência, mas apenas na Linguagem.

O terapeuta da fala intervém no sentido de melhorar a funcionalidade da comunicação de cada individuo, de acordo com as suas dificuldades. Este trabalha também em conjunto com a família, maximizando a compreensão das dificuldades e a interpretação das mensagens do utente.

PERTURBAÇÕES NA DEGLUTIÇÃO OU DISFAGIAS
As disfagias ocorrem quando os utentes têm dificuldade em mastigar ou engolir alimentos, sendo que se podem engasgar, sentir comida presa na garganta, ter comida presa na boca ou não sentir vontade de comer. Estas dificuldades podem surgir pela fraca força muscular, diminuição ou aumento exagerado de sensibilidade ou inibição de apetite. As disfagias poderão levar à entrada de alimento na área pulmonar, provocando pneumonias. Estudos indicam que uma elevada percentagem de utentes com AVC apresentam associadas pneumonias por aspiração de alimentos na área pulmonar e morrem desta mesma condição.

O terapeuta da fala avalia a capacidade de alimentação segura por parte do utente, adequa consistências alimentares e melhora a condição do utente para que este se alimente de forma prazerosa e com o mínimo de risco de aspiração.

PERTURBAÇÃO DA COMUNICAÇÃO
Imagine se estivesse completamente inibido comunicar, desde cumprimentar o seu vizinho, pedir comida ou água, dizer que sente dor ou até fazer pedidos mais simples. A perturbação da comunicação existe quando o utente perdeu a capacidade de comunicar ou não a consegue realizar de forma adequada e funcional. Os utentes que não conseguem comunicar, muitas vezes conseguem compreender o mundo à sua volta. Importa que se detetem estas alterações de modo a construir um meio aumentativo de comunicação ou mesmo alterativo, como por exemplo, os quadros de comunicação que os utentes usam para transmitir as suas mensagens.

O terapeuta da fala melhora as competências de comunicação do utente de modo a que este utilize as suas capacidades para comunicar com o outro, utilizando quadros de comunicação, desenho, escrita, símbolos, piscar de olho etc.

APRAXIA
Imagine a sensação de querer fazer um movimento mas não conseguir, sentindo-se como que se tivesse esquecido de como o fazer. Pense se isto acontecesse com coisas simples, desde pentear o cabelo, lavar os dentes ou colocar a língua em determinados pontos para dizer determinadas palavras. A Apraxia é uma alteração neurológica que leva à incapacidade de uma pessoa fazer movimentos para um objetivo, que pode ser pentear o cabelo, pegar num copo ou mesmo realizar movimentos para a fala. Neste tipo de alterações, não existem problemas nos membros ou nos músculos que justifiquem a dificuldade, sendo que a alteração principal é no cérebro e na programação (organização do movimento) antes de ele ser executado.

O terapeuta da fala realiza exercícios específicos para este tipo de casos, melhorando a movimentação dos órgãos articuladores.

PARALISIA FACIAL PERIFÉRICA
Na Paralisia Facial Periférica (PFP) o utente pode demonstrar dificuldade na mobilização da sobrancelha, fechar o olho, realizar movimentos em determinado lado da face e apresenta assimetrias. Estas alterações podem levar a alterações de expressão facial, fala e alimentação.

O terapeuta da fala utiliza diversas técnicas adaptadas ao quadro clínico do utente de modo a que este recupere o máximo das capacidades perdidas do lado afetado.

Links interessantes que poderá visitar:
www.ipafasia.pt
www.sptf.org.pt
www.aptf.org
www.asha.org
www.myessd.org

Morangos: Conheça os Seus Benefícios

O morango é uma fruta de sabor ácido e adocicado, muito boa para ser incluída como sobremesa. Além disso, o morango tem propriedades diuréticas, é rico em vitamina C, que ajuda na cicatrização dos ferimentos, fortalece a parede dos vasos sanguíneos melhorando a circulação sanguínea.

Este fruto, como a maioria das outras frutas, deve ser consumido preferencialmente ao seu estado natural. Se os cortar, deve consumi-los rapidamente, uma vez que parte das substâncias antioxidantes ao estarem em contacto com o oxigénio perdem-se.

O morango apresenta diversos benefícios, uma vez que apresenta uma grande quantidade de nutrientes essenciais para a saúde geral do corpo

  • O morango contém vitamina C, que reforça a imunidade ajudando no processo de cicatrização de feridas, afastando resfriados e absorvendo ferro dos alimentos.
  • O magnésio e o potássio presente nos morangos são saudáveis ao coração podendo ajudar a regular a pressão arterial e a diminuir os efeitos negativos do sal.
  • É um fruto que contém baixo valor em calorias, sódio e açúcar. A coloração vermelha contém antocianinas, que estimulam a queima de gorduras armazenada. Contêm potássio, vitamina K e magnésio, que são importantes para a saúde dos ossos.
  • A vitamina C presente no morango ajuda a fortalecer o músculo do coração e a diminuir o colesterol.

Melancia – Ideal para o Verão

A Melancia é um fruto rasteiro e de tamanho grande, sendo que aproximadamente 90% do seu corpo é composto por água. É uma fruta rica em sais minerais (Ferro, Cálcio e Fósforo) e vitaminas do complexo A; B e C. Devido à sua grande quantidade de água, atua como diurético no corpo humano, possuindo propriedades digestivas. É um fruto de baixo teor calórico, sendo que cada 100 gramas apresenta apenas 32 calorias.

Previne o Cancro

Devido aos seus antioxidantes e ao licopeno, poderoso antioxidante, a melancia é associada principalmente na diminuição da reprodução de células cancerígenas relacionadas com a próstata.

Facilita a digestão

Com a presença de fibras na sua composição, a melancia costuma ser um bom auxiliar para o intestino, mantendo-o equilibrado e regulado proporcionando ao nosso corpo um sistema digestivo saudável.

Diminui os riscos de doenças cardíacas

A ingestão de melancia, faz bem ao coração, melhorando o fluxo de sangue através do relaxamento da pressão arterial, reduzindo as chances de osteoporose.

Reduz a gordura corporal

A melancia é conhecida por conter poucas calorias! Recheada de citrulina, contribui para o bloqueio da produção de mais gorduras, o que ajuda na parte da não acumulação e na diminuição da gordura corporal.

Onda de Calor

Uma onda de calor, segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), “ocorre quando num intervalo de pelo menos seis dias consecutivos a temperatura máxima diária é superior em 5ºC ao valor médio diário no período de referência.”

As consequências deste fenómeno térmico extremo têm relação direta no Homem provocando alterações ao nível do seu estado fisiológico, em particular nos grupos de risco, para os quais deverão ser dirigidas atenções.
A temperatura do corpo resulta de um equilíbrio entre a produção e a perda de calor. No caso da temperatura ambiente subir para valores muito elevados, o nosso organismo tem mecanismos que lhe permitem regular a temperatura libertando calor, sendo o principal a transpiração.

Grupos de Risco

Bebés: Especialmente sensíveis ao calor desidratam-se com muita facilidade uma vez que os mecanismos de regulação da temperatura corporal são muito imaturos.

Idosos: O mecanismo de regulação da temperatura corporal já não funciona tão bem como num adulto saudável. Normalmente têm muita resistência em beber líquidos, devendo incentivados a isso. Devem ingerir pelo menos 1L de água ou de outra bebida não açucarada! Uma boa hidratação, diminui o risco de doenças cardiovasculares, inclusive tromboses.

Doentes acamados: Demasiada roupa na cama aumenta a temperatura corporal, favorecendo a hidratação, e aumentando, mesmo com uma boa higiene corporal, a possibilidade de contraírem doenças de pele como fungos. Privilegie roupas de algodão ou linho em detrimento das fibras sintéticas.

Outros grupos de risco: Indivíduos com obesidade, problemas renais, doenças cardiovasculares crónicas e comportamentos de risco (exposição prolongada solar).

Medidas de Autoproteção

  • Ingira água ou outros líquidos não açucarados com regularidade mesmo que não sinta sede;
  • Se tem idosos em casa, incentive-os a beber pelo menos mais de 1L de água por dia para além do que bebem normalmente. Procure manter-se dentro de casa ou em locais frescos; Durante o dia abra as janelas e mantenha as persianas fechadas, de modo a permitir a circulação de ar;
  • Evite sair à rua nas horas de maior calor! Vista roupas leves de algodão e de cores claras;
  • Evite fazer exercício físico ou outras atividades que exijam muito esforço;
  • Evite estar de pé durante muito tempo, especialmente em filas e ao sol;
  • Vá à praia apenas nas primeiras horas da manhã (até às 11 horas) ou ao fim da tarde (depois das 17). Mantenha-se à sombra, use chapéu, óculos escuros e cremes de proteção solar. Uma exposição ao sol prolongada leva a queimaduras de pele que só por si aumentam a perda de líquidos.

Informação cedida por: SNS, Direção Geral de Saúde e Proteção Civil.

Limão: Descubra as Vantagens Para a Sua Saúde

O limão é um fruto cítrico muito versátil, que pode ser usado tanto no tempero de diversos pratos de carne ou peixe e saladas, como na preparação de sobremesas ou sumos composto com Vitamina C, conhecida pelos seus benefícios para a saúde e também para a beleza.

Os benefícios do limão podem ser obtidos usando o seu sumo ou raspas de casca. Este fruto ajuda a melhorar a imunidade, sendo por isso um excelente aliado no combate a gripes e resfriados.

Além disto apresenta outros benefícios como:

  • A ajuda do tratamento de prisão de ventre, pois estimula o intestino, especialmente se tomado com água morna em jejum;
  • Desintoxicação do organismo, uma vez que ajuda a emagrecer e melhora a aparência da pele;
  • Protege os órgãos de doenças degenerativas e infeções como candidíase, dado que diminui a acidez no sangue;
  • Diminui o inchaço e a pressão arterial, devido às suas propriedades diuréticas;
  • Ajuda no tratamento de anemias, pois aumenta a absorção de ferro dos alimentos vegetais quando consumido durante as refeições;
  • Acelera o processo de cicatrização, por ser rico em vitamina C;
  • Previne o envelhecimento precoce, pois é rico em antioxidantes;
  • Ajuda na prevenção de alguns tipos de cancro, pois tem na sua composição elementos funcionais conhecidos como limonóides.

Mirtilos: Descubra as Suas Vantagens

O Mirtilo, fruto cultivado maioritariamente na América do Norte, pertence à família Ericaceae e pode apresentar cor azul, vermelho e roxo.

Tradicionalmente são consumidos crus ou são usados na preparação de compotas, geleias e gelados. São também, uma fonte de antioxidantes e são conhecidos pelos seus benefícios para a saúde.

Sabia que o mirtilo é considerado o fruto da juventude e o rei dos antioxidantes?

São uma excelente fonte de antioxidantes, vitaminas A, B, C, E e K, bem como potássio, cálcio, fósforo e magnésio.

Descubra as vantagens do mirtilo…

Promovem a saúde do nosso cérebro

O mirtilo é um alimento fundamental para a saúde do nosso cérebro, já que são ricos em antioxidantes. Estes nutrientes ajudam a manter o fluxo de oxigénio e de sangue no cérebro, mantendo, assim, as células do cérebro saudáveis, podendo inclusive, ser um forte aliado no tratamento de depressões.

Contribuem para a saúde dos nossos olhos

Este fruto é rico em flavonoides, nutriente que previne a degeneração ocular entre outros problemas com a saúde dos nossos olhos. É um fruto rico em antioxidantes e vitamina A, que ajuda na proteção da retina.

Reduz o nível de colesterol

Os mirtilos nem têm sódio nem colesterol. Assim, ao consumir este fruto, pode reduzir os seus níveis de colesterol.

Combatem infeções no sistema urinário e digestivo

Este fruto pode ser consumido de várias maneiras. Em forma de sumo ou chá ajuda tanto na prevenção como no tratamento de infeções do sistema urinário. Como tem uma ação antibacteriana, combate igualmente infeções no sistema digestivo.

Retardam o envelhecimento

Os antioxidantes são essenciais para a neutralização da ação dos radicais livres, substância que atua de forma negativa no nosso corpo, prejudicando a nossa imunidade deixando-nos expostos a doenças degenerativas. Considerado, entre todos os antioxidantes o mais eficaz, o mirtilo retarda o envelhecimento, auxilia na circulação do sangue e garante cabelo, unhas e pele mais saudáveis.

Ajuda a emagrecer

É um fruto com baixo valor calórico, 60 calorias por cada 100 gramas, e isso pode ser um grande aliado para os que procuram garantir emagrecimento saudável.

Caminhadas – 5 Vantagens para Fazer Caminhadas Todos os Dias

Emagrece

Caminhar é uma boa maneira de emagrecer, já que é um exercício cardiovascular, principalmente quando aliada a uma alimentação equilibrada.

Fortalece os ossos

A caminhada propicia um melhor condicionamento cardiovascular e pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol, os níveis de glicose e melhorar a ação da insulina no corpo, uma vez que a atividade do pâncreas e do fígado são estimuladas durante o exercício, devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos.

Melhora a circulação sanguínea

A caminhada contribui para o controlo da hipertensão e também para a diminuição do risco de varizes. Também faz com que as válvulas do coração sejam estimuladas, melhorando a circulação de hemoglobina e a oxigenação do corpo.

Afasta a depressão

Quando praticamos seja lá qual for o exercício, o nosso corpo liberta endorfina, que é responsável por nos dar a sensação de alegria e relaxamento.

Saúde mental

Caminhar diariamente é um ótimo exercício para deixar o corpo em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Fazer este tipo de exercício é muito bom para retardar problemas relacionados com o cérebro, como perda de memória e atenção.

Cerejas: Propriedades Nutricionais

As cerejas são adequadas para diabéticos, têm baixo valor calórico e são ricas em fibra. Conheça melhor as vantagens nutricionais das cerejas.

Cerejeira, árvore asiática, produz a cereja, cujo fruto é bastante nutritivo fazendo as delícias dos portugueses de maio a julho. Em Portugal, as cerejas são produzidas maioritariamente na Beira Interior, seguindo-se Trás-os-Montes, Douro e Minho.
São uma boa fonte de vitaminas e minerais, sendo que um dos seus maiores benefícios nutricionais reside na sua vasta quantidade de fitoquímicos com potencial anti envelhecimento comprovado.

Composição nutricional (100g de cerejas contêm):

  • 63 Calorias;
  • 1,1g de proteína;
  • 0.2g de gordura;
  • 16.0g de hidratos de carbono;
  • 2.1g de fibra

Sabia que…

  • as vitaminas e minerais presentes na cereja reforçam o sistema imunitário e ativam as defesas do organismo contribuindo para melhorar a sensação de bem-estar e o humor?
  • além de contribuírem para a eliminação de toxinas do organismo, as cerejas evitam a retenção de líquidos?
  • pelo seu teor em vitamina A, este fruto ajuda a reduzir as doenças do coração?
  • a cereja contribui para uma boa regularidade intestinal, combatendo a prisão de ventre? Além disso, ajuda a reduzir os níveis de colesterol, a prevenir a aterosclerose e a controlar a glicemia em diabéticos.
  • este fruto contribui para regular os ciclos de sono, devido à quantidade de melatonina que possuem?

Fisioterapia – Saúde da Mulher

Sabia que cerca de um terço das mulheres sofre de incontinência urinária e até um décimo sofre de incontinência fecal após o parto?

O treino dos músculos do pavimento pélvico é recomendado durante a gravidez e após o parto tanto para a prevenção quanto para o tratamento da incontinência urinária e fecal (Woodley, Boyle, Mørkved, & Hay-Smith, 2017).

Sabia que a cicatriz decorrente do corte vaginal (episiotomia) poderá ser a origem de algumas complicações pós-parto, tais como incontinência urinária e fecal, dor pélvica, dor lombar, vaginismo (dor durante a relação sexual)?

Em Portugal, 77% das mulheres que tiveram partos vaginais desde o início deste século foram sujeitas ao corte vaginal. A indicação internacional é que não exceda os 5%.
Tal como uma cicatriz em qualquer outra parte do corpo, a episiotomia também deve ser tratada de forma a prevenir complicações.

O centro médico da praça dispõe de fisioterapeutas especializadas na área de saúde da mulher que podem ajudá-la a prevenir e recuperar das complicações decorrentes da gravidez e pós-parto.

Colesterol

Dr.ª Teresa

O Colesterol é uma gordura existente no nosso organismo e de primordial importância para o bom funcionamento do nosso corpo.

O Colesterol é usado pelo nosso organismo na síntese das membranas celulares, hormonas, vitamina D e ácidos biliares.
Os níveis de colesterol no sangue servem como indicador da função hepática (onde parte do colesterol circulante é produzida), função biliar, absorção intestinal, função tiróidea e tendência para doenças cardiovasculares.

O stress, idade, género, balanço hormonal e gravidez afectam os níveis de colesterol.

O colesterol circula no sangue ligado a proteínas. A proporção relativa de colesterol e proteína determina a densidade destas lipoproteínas e a sua classificação:

  • HDL (High-density lipoprotein);
  • LDL (Low-density lipoprotein);
  • VLDL (Very-low-density lipoprotein).

O principal papel do HDL Cholesterol no metabolismo lipídico é o transporte do colesterol dos tecidos periféricos para o fígado (um mecanismo de “limpeza” das artérias). Assim, níveis baixos de HDL estão associados a maior risco de doença cardiovascular.

Recomenda-se que todos os adultos a partir dos 20 anos de idade façam estas determinações, no mínimo cada 5 anos, para avaliação do risco de doença cardiovascular.