Dia Mundial do Cancro do Ovário

O cancro do ovário não tem sintomas muito específicos.

Isto quer dizer que, por um lado pode não dar quaisquer sintomas numa fase inicial, por outro lado os sintomas que pode causar são similares a sintomas provocados por outros problemas.

No entanto existe sinais de alerta e é importante que esteja atento a eles.

  • Pressão ou dor no abdómen, pélvis, costas ou pernas;
  • Abdómen inchado ou sensação de “empanturrado”;
  • Náuseas, indigestão, gases, prisão de ventre ou diarreia;
  • Sensação constante de grande cansaço;
  • Hemorragias vaginais invulgares (períodos de grande fluxo ou hemorragia, após a
    menopausa);

O diagnóstico, geralmente, é feito através de:

Exame Físico
O médico avalia o estado geral do utente pressionando o abdómen para verificar a existência de um tumor ou uma acumulação anormal de líquido.

Exame Pélvico
O médico palpa os ovários e órgãos adjacentes para verificar a presença de “caroços”.

Análise ao Sangue
O especialista poderá requisitar análises ao sangue. O laboratório pode avaliar os níveis de várias substâncias, caso a sua concentração for elevada, pode ser um sinal de cancro ou de outras perturbações.

Ecografia
Através deste exame é gerada uma imagem a partir dos ecos refletidos, que pode revelar um tumor do ovário.

É importante esclarecer que mesmo que todos estes sintomas estejam presentes, isto não significa que tenha cancro do ovário.
Para esclarecer todas as dúvidas, contacte o seu médico.