Onda de Calor

Uma onda de calor, segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), “ocorre quando num intervalo de pelo menos seis dias consecutivos a temperatura máxima diária é superior em 5ºC ao valor médio diário no período de referência.”

As consequências deste fenómeno térmico extremo têm relação direta no Homem provocando alterações ao nível do seu estado fisiológico, em particular nos grupos de risco, para os quais deverão ser dirigidas atenções.
A temperatura do corpo resulta de um equilíbrio entre a produção e a perda de calor. No caso da temperatura ambiente subir para valores muito elevados, o nosso organismo tem mecanismos que lhe permitem regular a temperatura libertando calor, sendo o principal a transpiração.

Grupos de Risco

Bebés: Especialmente sensíveis ao calor desidratam-se com muita facilidade uma vez que os mecanismos de regulação da temperatura corporal são muito imaturos.

Idosos: O mecanismo de regulação da temperatura corporal já não funciona tão bem como num adulto saudável. Normalmente têm muita resistência em beber líquidos, devendo incentivados a isso. Devem ingerir pelo menos 1L de água ou de outra bebida não açucarada! Uma boa hidratação, diminui o risco de doenças cardiovasculares, inclusive tromboses.

Doentes acamados: Demasiada roupa na cama aumenta a temperatura corporal, favorecendo a hidratação, e aumentando, mesmo com uma boa higiene corporal, a possibilidade de contraírem doenças de pele como fungos. Privilegie roupas de algodão ou linho em detrimento das fibras sintéticas.

Outros grupos de risco: Indivíduos com obesidade, problemas renais, doenças cardiovasculares crónicas e comportamentos de risco (exposição prolongada solar).

Medidas de Autoproteção

  • Ingira água ou outros líquidos não açucarados com regularidade mesmo que não sinta sede;
  • Se tem idosos em casa, incentive-os a beber pelo menos mais de 1L de água por dia para além do que bebem normalmente. Procure manter-se dentro de casa ou em locais frescos; Durante o dia abra as janelas e mantenha as persianas fechadas, de modo a permitir a circulação de ar;
  • Evite sair à rua nas horas de maior calor! Vista roupas leves de algodão e de cores claras;
  • Evite fazer exercício físico ou outras atividades que exijam muito esforço;
  • Evite estar de pé durante muito tempo, especialmente em filas e ao sol;
  • Vá à praia apenas nas primeiras horas da manhã (até às 11 horas) ou ao fim da tarde (depois das 17). Mantenha-se à sombra, use chapéu, óculos escuros e cremes de proteção solar. Uma exposição ao sol prolongada leva a queimaduras de pele que só por si aumentam a perda de líquidos.

Informação cedida por: SNS, Direção Geral de Saúde e Proteção Civil.