Tag Archive for: Centro Médico da Praça

Testes Rápidos Covid-19 para Eventos

  • Possibilidade de realização dos testes nos postos da rede CMP
  • Preços especiais para EVENTOS
  • Testes TRAG urgentes sem marcação no Drive Thru Santa Maria da Feira
  • Testes PCR urgentes em 5 horas no Drive Thru Santa Maria da Feira
  • Testes PCR na saliva aconselhado para crianças, pessoas com desvios do septo nasal, entubados ou indivíduos que necessitam de ser testados

No seguimento da atualização da Norma DGS nº019/2020 devem ser realizados os testes rápidos COVID-19 nas seguintes situações:

  • Nos eventos de natureza familiar, com reunião de pessoas fora do agregado familiar, aos profissionais e participantes, sempre que o número de participantes for superior a 10;
  • Nos eventos de natureza cultural ou desportiva, aos profissionais e participantes/espectadores, sempre que o número de participantes/espectadores seja superior a 1000, em ambiente aberto, ou superior a 500, em ambiente fechado.

O CMP disponibiliza os seguintes serviços:

  • Testes realizados por Técnicos de saúde especializados, com competência técnica e científica para a recolha da amostra, realização do teste e interpretação dos resultados;
  • Utilização de EPI’s adequados ao risco biológico;
  • Resultados entregues em 20 minutos;
  • Os resultados são registados na plataforma do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE), cumprindo a obrigatoriedade imposta pela DGS;
  • Emissão de boletim analítico validado biopatologicamente;
  • Disponível a APP do Laboratório para a marcação dos testes, receção do resultado e histórico de todos os testes efetuados.

Laboratório CMP tem parceria com o governo dos açores para testes à covid-19 antes das viagens

O Laboratório CMP possui uma convenção com o Governo dos Açores para a realização dos testes de despiste ao vírus SARS-CoV-2 pela metodologia RT-PCR, para quem pretenda viajar entre Portugal Continental e a Região Autónoma dos Açores.

O custo do teste PCR é suportado pelo Governo Regional dos Açores, não tendo o cliente nenhum custo associado à realização do mesmo.

Para fazer o despiste à Covid-19 antes da deslocação à Região Autónoma dos Açores deve:

  • Contactar o nosso Call Center através do nº 256 830 700 , ou pelo email marcacoes@centromedicodapraca.pt e marcar a realização do teste.
  • A colheita tem de ser feita nas 72 horas antes da partida do voo do aeroporto de origem.
  • Em viagens marcadas através de agências de viagens, podem ser as mesmas a realizar as marcações.

Documentos obrigatórios para este procedimento:

  • Comprovativo da reserva.
  • Comprovativo do pagamento da deslocação para a Região Autónoma dos Açores, ou passagem aérea já emitida.
  • Documento de identificação pessoal (bilhete de identidade, cartão do cidadão ou passaporte).

O teste não é obrigatório para passageiros com idade igual ou inferior a 12 anos. É obrigatório o envio da autorização para a realização de teste PCR.

Os resultados são enviados diretamente ao passageiro e à Direção Regional da Saúde.

Sendo o Resultado positivo para o SARS-CoV-2, inicie de imediato o isolamento, não se dirija ao aeroporto e cumpra as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde.

Sendo o resultado negativo, prossiga a sua viagem. Tenha sempre consigo o comprovativo da realização do teste, pois é obrigatória a sua apresentação à chegada à Região Autónoma dos Açores, em papel ou formato digital.

Mais informações e documentação necessária em: https://covid19.azores.gov.pt/

Doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em Portugal

Os problemas cardiovasculares são, atualmente, a principal causa de morte em Portugal. Entre eles, destaca-se a trombose, formação de coágulos sanguíneos que congestionam veias e artérias, e que é responsável pela morte de mais de 17 mil portugueses por ano.
Doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em Portugal

“Sabemos que milhares de pessoas sofrem com problemas do foro cardiovascular, uma das causas mais frequentes de internamento hospitalar, e com sérias implicações para a sua qualidade de vida. Por isso, trabalhamos para que as unidades de saúde ofereçam as melhores opções aos profissionais de saúde, que lhes permitam diariamente diagnosticar, monitorizar e tratar essas pessoas”, refere Alfred Serra, Diretor Geral da Stago Portugal.

Os problemas de coagulação sanguínea podem dar origem a distúrbios hemorrágicos, quando existe a incapacidade do organismo na formação de coágulos que ajudam a estancar hemorragias, ou a episódios trombóticos, quando o organismo gera coágulos de forma espontânea, sem ocorrência de lesões. Ambas as situações, quando não monitorizadas e acompanhadas clinicamente, podem gerar problemas de saúde graves. O desenvolvimento e implementação de sistemas e técnicas avançadas de diagnóstico e monitorização no campo da coagulação sanguínea são fundamentais, pois permitem avaliar, de forma simples e rápida, parâmetros de coagulação e, consequentemente, garantir a saúde de milhares de portugueses.

A Realidade Nacional

Em Portugal, os problemas de coagulação sanguínea afetam mais de 1% da população. Estima-se que existam mais de 100 mil doentes anticoagulados, ou seja, que necessitam de fazer terapêutica de anticoagulação para prevenir a formação de coágulos sanguíneos, sendo a trombose um dos grandes riscos para estes doentes. Contrariamente, e apesar de mais raros e afetando uma pequena franja da população – cerca de um milhar de portugueses -, os distúrbios hemorrágicos como a Hemofilia, quando não controlados e monitorizados, podem ser igualmente perigosos.